Dicas para pilotar a moto com segurança - ::: BLOG GS MOTOS CAPACETES :::

10 de nov de 2011

Dicas para pilotar a moto com segurança

Acidente de moto é uma coisa complicada, afinal, as pernas do condutor é que “protegem” a estrutura do veículo. Sendo assim, a pilotagem tem que ser feita com atenção, consciência e obediência às leis.


Mesmos os mais experientes motociclistas sofrem acidentes, afinal, fatores externos podem ocasionar um acidente – cito como exemplo desses fatores os 2 mais comuns nas cidades: óleo e areia no asfalto ou barbeiragem de terceiros – porém um simples erro bobo pode te colocar em “roubadas” que podem trazer graves consequências.



Em fevereiro de 2008 eu escrevi um post no meu blog sobre motos onde dava algumas dicas de como pilotar uma moto com segurança. Hoje, passados quase 2 anos e 3 tombos no período, aprendi que os fatores que coloquei lá são importantes, mas superficiais demais e que o mais importante é ter ATENÇÃO AOS DETALHES.

Algumas das dicas abaixo são óbvias, mas importantes. Cito como exemplo o péssimo casamento de álcool e pilotagem. Todos sabem dos perigos, mas a maioria acha que alguns “goles a mais” não vão fazer diferença, mas fazem sim.

 CONDUZA SUA MOTO SEMPRE EQUIPADO

Um tombo não tem local nem hora para acontecer, portanto, se for comprar pão na padaria da esquina coloque capacete e outros itens que possam proteger seu corpo.
Quando comprei minha primeira moto, uma scooter, pilotava apenas de capacete. Não usava por exemplo, jaqueta com proteção nos ombros, costas e cotovelo. Cheguei a sofrer um acidente com ela, mas por uma felicidade muito grande saí apenas com alguns arranhões.
Certa vez li que um soldado não vai à guerra sem farda, considere que as ruas são um campo de batalha e você precisa estar preparado para tudo. Hoje é possível encontrar quaisquer produtos de segurança com fabricação nacional a preços acessíveis.
  
INIMIGOS INVISÍVEIS

Uma pesquisa dos Bombeiros e dos grupos de resgate mostra que em dias quentes o número de ocorrências de acidentes com motos aumentam. Isso acontece por motivos muito simples.
Um deles diz respeito aos reflexos que ficam prejudicados por causa do calor; outro, é em relação a displicência que, por algum motivo, aumenta muito em dias quentes fazendo com que o condutor acabe por cometer erros básicos que acabam em acidentes.

Outro fator importante diz respeito a eficiência dos freios. A maioria das motos usa o sistema de tambor que é muito prejudicado em um dia de chuva fazendo com que haja a perda do poder de frenagem, o que faz com que as rodas travem.

Amigo motocilcista, esteja você molhado de suor ou de chuva, reduza a velocidade e freie com antecedência e segurança, OK?

FIQUE DE OLHO BEM ABERTO

Quando falei em barbeiragem lá em cima eu me referia a motoristas que, por exemplo, trocam de faixa sem olhar no retrovisor ou sem dar a devida seta. Mas isso acontece dos dois lados, tanto motoristas como motocilcistas acabam criando situações de riscos no trânsito.

Agora há um problema difícil de resolver. Trata-se do “ponto cego”, aquele ponto que você não consegue ver no retrovisor, seja ele na moto, no carro, no ônibus ou no caminhão. Por isso sempre que sentar no seu veículo regule o retrovisor da maneira que te deixe seguro e mantenha sempre a atenção ao olhar para ele.